Por Nayara Felizardo
26/01/2019 20:35:31 | Atualizada em 26/01/2019 21:01:02

Uma carta ao senhor José Maria

Seu José Maria,

Foi com grande desprazer que li seu artigo publicado no Diário do Povo. Por isso resolvi escrever essa carta. Quero iniciar nossa conversa contando sobre um crime que ocorreu no Amazonas. Um homem de 55 anos foi preso tentando estuprar um bebê de menos de 2 anos. Nesse link o senhor pode saber mais detalhes: https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2018/12/06/homem-de-55-anos-e-preso-suspeito-de-estuprar-bebe-de-1-ano-e-meio-no-am.ghtml


Sabe quem é esse criminoso? É um homem que eu conheci quando era criança, lá no sertão do Pernambuco. Há mais de 20 anos, ele já olhava de forma asquerosa as mulheres que passavam na sua frente. Talvez se visse em um CONTEMPLATÓRIO, mas na verdade estava praticando o crime de assédio. Provavelmente, alguns integrantes da geração a qual o senhor pertence não vejam o que tem de errado em julgar as mulheres pela roupa que elas vestem, mas o mundo (que bom!) evolui.


Quando o senhor escreve atrocidades como "homens, em geral, não avançam na mulher pudorosa, reservada e decentemente ajuizada, que não expõe sua intimidade emocional e física" ou "fechem delegacias das mulheres, providenciem condutas de pudor feminino, vergonhas mais escondidas. Homens, comumente, só avançam se elas abrirem as pernas", demonstra não apenas que deixou de evoluir com o tempo, como também denuncia a sua ignorância sobre o que acontece com bebês como esse do Amazonas.


O senhor também ignora que em países do Oriente Médio, onde as mulheres vestem burca, os índices de estupro estão entre os maiores do mundo. Mais informações aqui: https://m.huffpostbrasil.com/gabriela-loureiro/aqui-e-a-roupa-curta-la-e-o-rimel-embaixo-da-burca_a_21667722/. Esse é só um exemplo muito simples do quanto o seu artigo é desastroso.


Me sinto no dever de lhe ensinar (nunca é tarde para evoluir) que a mulher jamais é culpada pela agressão, pelo estupro ou pelo assédio que sofre. Os homens "adotam a violência" porque são criminosos, machistas e, veja só, violentos.


Dito isso, tenho uma pergunta a lhe fazer. O senhor diz que "a mulher ideal não precisa exibir as nádegas para seduzir o homem". Não lhe ocorre que vestimos uma roupa tão somente para nos sentir bem, sem pretensão alguma de agradar o "macho"?

Talvez o que vou dizer agora seja chocante demais para o senhor, mas nossa vida não gira em torno dos homens. Principalmente quando eles são esses tipos medíocres que pensam (às vezes, quem diria, até escrevem) coisas tão aviltantes sobre nós.

Se o senhor acha que "as mulheres devem voltar às origens de sua decência", eu acho que um homem das letras deveria saber usar as palavras de forma edificante e coerente. Nunca é tarde.

 

A jornalista Nayara felizardo enviou a carta por e-mail ao senhor José Maria

Conheça as histórias mais inspiradoras de mulheres como você, que conquistaram seu espaço de trabalho, com muita luta e amor pelo que fazem.