Por Jornal Meio Norte
21/01/2019 18:32:18 | Atualizada em

O protagonismo da mulher que lê e escreve em Teresina

O Leia Mulheres é como se fosse um clube do livro, mas o protagonismo feminino é que define quais livros serão adotados. “É uma iniciativa nacional, temos três mediadoras nacionais. A ideia surgiu para fortalecer o acesso à obras publicadas por mulheres”, explica Lorena Nery Borges, assistente social, escritora e uma das mediadoras do projeto em Teresina, que iniciou em 2017 e hoje conta com três mediadoras.

Os encontros são mensais. “Nós temos uma dinâmica própria para a escolha dos livros em Teresina. Em um mês trabalhamos um volume internacional, no seguinte um nacional e depois local. É sempre assim para contemplar as diferentes esferas”, atesta Lorena.

Lorena afirma que a movimentação em torno do Léo Mulheres é grande. “Nossos encontros presenciais dão até 30 pessoas, mas nas redes sociais, no grupo do Facebook, somos mão de 300. Também temos o Instagram, @leiamulheresteresina, que é mais aberto”, aponta a mediadora.

O Leia Mulheres Teresina no momento está lendo duas obras de Chimamanda Ngozie Adichie, sendo elas “Sejamos Todos Feministas” e “Para Educar Crianças Feministas”. O próximo encontro do grupo será no dia 26 de janeiro em uma livraria da zona Leste de Teresina

 

Conheça as histórias mais inspiradoras de mulheres como você, que conquistaram seu espaço de trabalho, com muita luta e amor pelo que fazem.