Por Redação
03/09/2019 14:30:25 | Atualizada em 03/09/2019 14:49:42

Congresso de Dermatologia aborda procedimentos para pacientes transgênetos

A programação científica do DermatoRio 2019 promete novidades novidades e o futuro da Dermatologia. O programa científico foi elaborado com foco na melhor formação e informação dermatológicas, que serão apresentados por palestrantes nacionais  e internacionais com atualizações e inovações científicas.Além da tecnologia à serviço da estérica, o Congresso também abordará novos assuntos, como os procedimento em pacientes transgêneros. 

Os  procedimentos estéticos invasivos, como aplicação de toxina botulínica, preenchimento com ácido hialurônico, laseres e microagulhamentos, são utilizados para   aumentar a autoestima por meio dos bons efeitos de feminilização ou masculinização, dependendo da identificação de gênero, que os tratamentos proporcionam.  O que antes era feito apenas com cirurgia,pode ser realizado em  consultórios de dermatologistas. É possível modificar o rosto com toxina botulínica associada a preenchimento no local correto ou fazer modulação muscular com preenchimento e toxinas. Os bioestimuladores e alguns laseres também são utilizados nos tratamentos. “Atualmente existe uma vasta gama de procedimentos que o médico pode escolher para modificar características que são tidas como feminina ou masculina para gerar naturalidade, aceitação, reconhecimento e a legitimação do gênero”, afirma a Dra. Betina Stefanello, médica dermatologista que falará sobre o assunto no 74° Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). A mesa de debate Saúde LGBT, do maior congresso de dermatologia do país, o Dermato Rio 2019, também abordará as infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) na população LGBT e os aspectos dermatológicos em pacientes trânsgeneros. “A discussão desses assuntos entre médicos é muito importante. Os procedimentos estéticos em transgêneros, por exemplo, envolvem muita emoção, especialmente para essa população tão negligenciada e marginalizada pela sociedade”, "É muito importante que os médicos assumam estes procedimentos evitando que estes cidadãos, por desconhecimento ou preconceito acabem nas mãos de curiosos, charlatões, ou profissionais desqualificados, utilizando técnicas ou produtos que possam causar dano ao indivíduo"finaliza Marcio Serra, Presidente do Congresso. 

Um dos temas da programação aborda o rejuvenescimento íntimo.  O procedimento que proporciona intervenções funcionais e estéticas na vulva, além de melhorar a vida íntima e sexual de mulheres, está dando o que falar, o que faz com que a procura pelo tratamento aumente nos consultórios. Vaginas não são só muito diferentes entre si como podem ter características alteradas ao longo da vida da mulher - a mudança na elasticidade depois da gravidez, por exemplo, e o ressecamento na menopausa. Existem opções de tratamentos para todo tipo de incômodo, e o dermatologista é um dos profissionais habilitados para realizá-los. É possível fazer a harmonização da vulva com preenchimento e plasma autólogo, laser de CO2 ou erbium, clareamento etc.

O que se deve saber sobre microbioma e barreira cutânea? Respaldo científico e o seu papel no tratamento da acne, rosácea e dermatite atópica serão abordados no DermatoRio 2019. Trabalhos recentes, mostram que existem aproximadamente 30 trilhões de células humanas em nosso organismo e outros 39 trilhões de células só de bactérias, que são capazes de interagir com os sistemas digestivo, nervoso central, imunológico e endócrino. Você sabia que o microbioma que habita em partes do corpo humano, como a pele, têm papel importante na prevenção e tratamento de doenças dermatológicas? Sabe-se que as bactérias, fungos e até vírus fazem parte de nossa microbiota, micro-organismos "do bem" que coexistem conosco durante toda vida e fazem parte de processos vitais, desde a síntese de proteínas até da resistência a infecções e resposta inflamatória.  A ciência revelou que oferecer ao nosso corpo bactérias benignas (probióticos), substratos para seu sustento (prebioticos) e derivados ou partes delas (pós bioticos), podem ser benéficos a várias doenças e na pele não é diferente. No Congresso da SBD serão abordadas novidades e perspectivas em cosmeceuticos e nutraceuticos que embarcam esta tecnologia na abordagem de condições que vão desde a dermatite atópica até acne ou fotoprotecão.

 Mitos e Verdades sobre o PMMA e Complicações tardias ao preenchimento

 O médico alemão Gottfried Lemperle, criador do Artecooll, uma das primeiras formulações do PMMA, estará no Brasil e falará sobre o tratamento das complicações com todos os tipos de  preenchedores e, também, apresentando seu estudos e conclusões sobre a polêmica hipótese que bactérias  causariam granulomas tardios, em duas palestras magistrais. Marcio Serra, Presidente do 74º Congresso da SBD, abordará os mitos e verdades que cercam o uso do PMMA. O polimetilmetacrilato (PMMA) é um bioestimulador e preenchedor permanente, e no Brasil, suas formulações são compostas por microesferas suspensas em solução contendo carboximetilcelulose ou hidroxietilcelulose. É utilizado como preenchimento em diferentes áreas do corpo e na face, sendo seu uso extremamente limitado. O preenchimento com a substância PMMA é um procedimento que deve ser realizado por médicos, é deve ser utilizado com muito cuidado, com concentrações e volumes adequados para cada área a ser tratada, pois o uso de grandes volumes pode não ser  seguro, podendo produzir resultados imprevisíveis e indesejáveis, incluindo reações incuráveis e definitivas. No Brasil, vem sendo utilizado mais comumente para o tratamento da Lipoatrofia facial em pacientes HIV+, inclusive este tratamento é oferecido pelo SUS, regulado por portaria ministerial. O uso do PMMA, assim como de outros preenchedores, pode causar edemas locais, processos inflamatórios, reações alérgicas e formação de granuloma, entre outras. Essas reações podem ser imediatas, em curto prazo, após o procedimento ou tardias. O conhecimento e domínio das técnicas de aplicação, da anatomia local e fisiopatologia, das indicações e das contraindicações com base no estudo amplo das doenças que envolvem a pele, são fundamentais para alcançar melhores resultados, bem-estar e segurança do paciente. Também é de extrema importância que o profissional médico executor do procedimento estético seja conhecedor da técnica de utilização correta do material, e esteja preparado para prontamente reconhecer, avaliar e conduzir possíveis efeitos adversos, bem como de realizar diagnóstico prévio de doença impeditiva do ato e da terapêutica.

O Congresso também irá acordar o que há de novo no tratamento de melasma, Dermatologia pediátrica, Tratamento e diagnóstico de alopecias, Tratamento facial e corporal com bioestimuladores, Síndrome de ASIA (Síndrome autoimune/ autoinflamatória induzida por adjuvantes – preenchedores cutâneos),  Imunobiologia e Imunobiológicos no tratamento de dermatoses, Consequências do HIV na pele, Fios de sustentação, Atualização no tratamento da Rosácea, Marketing e Defesa Profissional: Respeito à Lei do Ato Médico e Aspectos, possibilidades e limitações do Código de Ética Médica.  O dermatologista Marcio Serra, presidente do Congresso, afirma que “este é um congresso bastante especial, com forte programa científico. Estão programados: 10 cursos teóricos, 6 cursos teórico-práticos em vídeo, 16 cursos práticos, 9 sessões de discussão de Casos Clínicos com os Departamentos da SBD que abrangerão todas as áreas de interesse da Dermatologia, Painel de Procedimento ao Vivo (PPV), 47 simpósios, além de 10 aulas magistrais. Sessões especiais sobre temas em destaque, “Como eu trato”, mesas-redondas com especialistas que falarão sobre suas experiências em assuntos específicos com mais tempo para discussão também fazem parte da programação”, conclui o médico. Entre os temas a serem abordados estão os mais frequentes da rotina do consultório, como alopecia, acne, melasma, dermatoscopia e câncer cutâneo. O encontro ocorrerá no Windsor Convention & Expo Center, na Barra da Tijuca. Além dos palestrantes nacionais, o congresso contará com a participação de 6 convidados internacionais: Gottfried Lemperle (Alemanha), Toby Maurer (EUA), Martin Sangueza (Bolívia), Hema Sudaram (EUA), Samantha Guerra (Canadá) e Adilson Costa (EUA), representante de Relações Internacionais da SBD Nacional

#dermatoRio2019 #dermatologia #estética

Conheça as histórias mais inspiradoras de mulheres como você, que conquistaram seu espaço de trabalho, com muita luta e amor pelo que fazem.