Por cinthia lages
13/04/2019 12:27:40 | Atualizada em 13/04/2019 12:46:07

24 Minas Trend consolida formato moderno

Teve moda mas também teve poesia, música, cultura,palestras, exposições e gastronomia. Após a maratona de desfiles encerrada no dia 12, no Expominas, em Belo Horizonte (MG), a 24ª edição do Minas Trend consolida um formato inovador e eficiente,que coloca o evento entre os maiores salões de negócios da América Latina. O evento recebeu 15 mil visitantes que puderam conferir em 253 estandes, numa área montado de 20 mil m²,  a produção de 187 empresas empresas de vestuário, joias e bijuterias e bolsas.O número representa um crescimento de 20% em relação à Feira de outubro. Um espaço perfeito para as compras que movimentaram lojistas até de outros países.
Importante polo  têxtil, Minas Gerais tem cerca e nove mil indústrias que empregam 120 mil pessoas.Nesse cenário, um evento desse porte alavanca o setor e traz otimismo e promete ficar ainda maior. Para a segunda edição deste ano, a meta é ocupar todos os espaços do Expominas, diz o presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (FIEMG), Flávio Roscoe, que anunciou a expansão “c
osméticos, por exemplo, é uma linha que identificamos como natural de participação em um evento de moda” ,explica.

Se os negócios foram significativos, os desfiles também fizeram sucesso junto ao público. O ambiente de trabalho foi transformado em shows disputados. Cada dia, uma atração diferente  no palco: Jota Quest para Skazi; Elba Ramalho para Raquel de Queiroz; a harpista Ana Luiza Cicarini,12, que superou uma doença grave; além de Zélia Duncan e Jaques Morelenbaum, que se apresentaram no desfile de abertura e que voltou no encerramento, ao lado da Orquestra Sinfônica do Sesi Minas.

Com o tema “ Em dias de sol”, o Minas Trend antecipou tendências do verão 2020, ao lado das estampas, que reinam nos desfiles de verão, a cartela cítrica trouxe color blocking que criou composições de amarelo, laranja e vermelho fazendo companhia ao coral vibrante, eleito cor do ano de 2019. Por outro lado, a alfaiataria moderna e a sensualidade de longos fluidos e babados levam movimento às roupas cheias de feminilidade.

 Com direção criativa de Ronaldo Fraga, responsável pelas mudanças positivas do evento, o desfile coletivo do Minas Trend apostou em camisas alongadas de algodão com amarrações nas mangas fizeram um interessante jogo de proporções com vestidos bordados e calças cropped. Outro bom momento foi o desfile do ‘Coletivo Alagoas’ com bordados, patchwork, tramas e handmade.O livro Vidas Secas de Graciliano Ramos foi a inspiração para as marcas AquasBeachwear, Alana Tenório, Caleidoscópio, Carol Paz, Estúdio Monteferro, Endy Mesquita, Leila Monteiro, Maneka, Manu Mortari e Sandra Cavalcante, que formam o Coletivo Alagoas. A estilista Denise Valadares voltou à passarela do evento com a coleção Crystals, feita em colaboração com o stylist Alberth Franconaid. Com destaque para o folk e o boho-romàntico dos anos 70. Camisas estruturadas apareceram em mais de um desfile e confirmam a tendência . Outro destaque foi a coleção de Raquel de Queiroz, com texturas, relevos e padronagens coloridas em vestidos longos e curtos com paetês, canutilhos e bordados em efeito 3D cartela de cores, a estilista propõe cores primárias e aposta em tons alegres, como azul, amarelo e vermelho, mesclando menta que dão textura e armam suas criações exclusivas, além de macacões bordados.

A programação de palestras também atraiu muitos convidados e visitantes do 24o. Minas Trend. A importância das mídias digitais na moda foi o assunto do encontro com Alice Ferraz, referência no segmento digital na moda. Os outros temas foram acessórios, desenvolvimento de coleção, criatividade e design e conteúdo digital.


 

 

Conheça as histórias mais inspiradoras de mulheres como você, que conquistaram seu espaço de trabalho, com muita luta e amor pelo que fazem.